Os Benefícios da Deficiência Na Viagem

Antes de viajar à Paris, resolvi pesquisar os preços das atrações turísticas somente para ter uma noção de quanto eu gastaria lá. Para a minha surpresa, descobri que alguns lugares dão isenção e/ou desconto para deficientes e seus acompanhantes. Baseado disto, resolvi fazer um post exclusivo sobre as cidades que oferecem algum benefício para deficientes.

Mas como comprovar que você é deficiente? No meu caso, eu apresentei o Bilhete Único Especial como demonstrado na foto abaixo. É um cartão de transporte público que utilizo aqui em São Paulo com sinais de deficiência, nome completo, data de validade e foto. Ter um documento com foto e deficiência ajuda muito. Apesar de estar em português, foi aceito em todos os lugares sem dificuldade.

Bilhete Único Especial

Vou colocar uma lista de lugares de cada cidade com a data que visitei, pois pode sofrer alterações, então é bom se informar no site oficial antes de ir. Mas, com certeza, falta de grana não será mais uma desculpa para não viajar. 😉

PARIS – MARÇO DE 2017

Louvre: oferece isenção de ingresso para deficiente e um acompanhante, com direito a fila prioritária na entrada – independente do tipo de deficiência. Como são três entradas, vá na de pirâmide Dica: de outubro a março, a entrada é gratuita para todos no primeiro domingo do mês. Fecha às terças-feiras.

Musée de L’Armée: oferece isenção de ingresso para deficiente e um acompanhante. Neste dia, lembro que pensei que não aceitariam o Bilhete Único Especial por estar em português e mostrei um cartão do implante coclear de vários idiomas (mas sem foto) e disseram que não aceitam. Pesquisando no site, descobri que aceitam sim rs. Por isso, reforço a dica: documento com foto e deficiência ajuda!

Palácio de Versailhes: oferece isenção de ingresso para deficiente e um acompanhante. Mas como foi o primeiro lugar que estava visitando em Paris, mostrei o implante coclear e me deixaram entrar rs.

Catacumbas de Paris: oferece isenção de ingresso para deficiente e um acompanhante. Foi neste lugar que aprendi que Bilhete Único Especial é melhor que o cartão de implante coclear rs.

Parques Disney: antes da viagem, havia trocado um e-mail com uma funcionária do parque para saber como funciona o preço. Ela me disse que, no meu caso, eu teria desconto de 10%. Porém, quando cheguei no parque, ao mostrar o Bilhete Único Especial, me orientaram a ir a um guichê exclusivo para deficientes. Lá, a moça me disse que eu pagaria o ingresso com 10% de desconto e o acompanhante era gratuito. Fiquei desnorteado na hora rs. Ela repetiu o que havia dito e poxa, que legal! Ela pegou o Bilhete Único, tirou cópia e compramos para dois dias e dois parques. Depois, ela nos orientou a ir à fila ao lado. Sem entender o por quê, fomos até a fila. A outra moça pegou os ingressos e o Bilhete Único e perguntou qual é a minha deficiência. Mostrei o implante coclear e a moça me deu o passe verde (que aparece na imagem principal acima). Entendemos que o passe dava direito a fila prioritária (mas não imediata) aos brinquedos e a parada para eu e mais um acompanhante. Porém, lendo melhor o passe, descobrimos que dava direito a fila prioritária somente aos brinquedos eu e mais quatro pessoas. Pensa na felicidade que sentimos! 😉 Logo conto melhor sobre isso no outro post como foi a experiência.

Torre Eiffel: oferece desconto de quase metade do valor para ir até o topo para deficiente e um acompanhante.

Ingressos gratuitos e/ou com desconto para deficientes

ISTAMBUL – MARÇO DE 2017

Palácio Topkapi: oferece isenção de ingresso para deficiente e um acompanhante – de acordo com o site. Mas só deram para mim e para meu acompanhante não.

Hagia Sophia Museum: oferece isenção de ingresso para deficiente e um acompanhante – de acordo com o site. Mas a moça do guichê disse que não tinha esse benefício rs.

Por enquanto, esses foram os lugares que visitei e que dão isenção aos deficientes. Os outros lugares turísticos não possuem benefício. Istambul, por ser uma cidade tão antiga, oferece desafio para deficientes que tem dificuldade de mobilidade. São ladeiras, calçadas estreitas e cada buraco na rua. A cidade ainda tem muito a melhorar, a começar eliminando a confusão de dizer que tem a isenção, mas não dão rs.

 

PLUS! COMPANHIAS AÉREAS

Turkish Airlines: semanas antes da viagem, eu havia entrado no site da Turkish e vi que havia alguma coisa relacionada para pessoas com deficiência auditiva e usuário do implante coclear. Eu marquei que era o usuário na minha reserva e queria ver se havia algum diferencial. Em todos os voos, eu precisava fazer check-in no balcão do aeroporto, pois o sistema impedia que fizesse no token (não entendi bem o por quê). Perguntaram se eu precisava de assistência e como estava com mais duas pessoas, não havia necessidade. Voei quatro vezes com a Turkish (GRU – IST – CDG – CDG – IST – GRU) e somente no voo de volta ao Brasil, o atendimento foi realmente um diferencial: o comissário veio até o meu assento, se apresentou e em todos os momentos do voo me perguntava se estava tudo bem e se eu precisava de algo. Foi um ponto muito positivo – só acho uma pena que aconteceu em somente em um voo dos quatro que peguei.

 

Bom, é isso! Assim que eu for visitar mais cidades e tiver algum lugar legal com benefício de deficiente, eu volto e atualizo a página! 😉

2 comments

  1. Lilluan

    Amei Bruno!
    Saudades de vcs!!

    Responder

    1. Bruno Galante

      Que bom que gostou, Lillian!! Também estamos com saudades! É muito bem vinda pra vir à SP quando quiser 😘😘

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *